Carregando... Aguarde...

Ofertas Exclusivas


Ordenar por:

Orgânicos

Pela legislação brasileira, um produto orgânico (seja ele in natura ou processado), é aquele obtido em um sistema orgânico de produção agropecuária ou oriundo de processo extrativista sustentável e não prejudicial ao ecossistema local. Para serem comercializados, os produtos orgânicos deverão ser certificados por organismos credenciados no Ministério da Agricultura, sendo dispensados da certificação somente aqueles produzidos por agricultores familiares que fazem parte de organizações de controle social cadastradas no MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), que comercializam exclusivamente em vende direta aos consumidores. 

No caso dos alimentos de origem animal, os animais são criados sem o uso de hormônios de crescimento, anabolizantes ou outras drogas como os antibióticos. Para ser considerado orgânico, o produto tem que ser produzido em um ambiente de produção orgânica, onde se utiliza como base do processo produtivo os princípios agroecológicos que contemplam o uso responsável do solo, da água, do ar e dos demais recursos naturais, respeitando as relações sociais e culturais. 

 

Vantagens

  • Diminuição do efeito negativo para o solo e para a água;
  • Proteção das gerações futuras;
  • Prevenção da erosão do solo;
  • Proteção e melhora da saúde dos profissionais do campo, além de não fomentar o envenenamento por pesticidas por quem trabalha nas lavouras;
  • Proteção dos consumidores e sua saúde dos malefícios dos agrotóxicos;
  • Proteção da qualidade dos fluxos d'água;
  • Aumento da renda dos pequenos agricultores, uma vez que os produtos são valorizados pelos consumidores e estes podem novamente praticar uma agricultura familiar;
  • Apoio e prevenção de pequenos agricultores e pequenas propriedades;
  • Prevenção de gastos futuros com compensações ambientais;
  • Redução dos malefícios à biodiversidade local.